Roberto Carlos Canta Para A Juventude (1965) [1965]

CD: 1
Play Track
1. História De Um Homem Mau (Ol' Man Mose)
(Louis Amstrong - Zilner Trenton Randolph / versão: Roberto Rei)
view lyrics»

1. História De Um Homem Mau (Ol' Man Mose)
(Louis Amstrong - Zilner Trenton Randolph / versão: Roberto Rei)

Eu vou contar pra todos a história de um rapaz
Que tinha há muito tempo a fama de ser mau
Seu nome era temido, sabia atirar bem
Seu gênio violento, jamais gostou de alguém
E ninguém jamais viveu pra dizer
Que o contrariou sem depois morrer
Nos duelos nem piscava, no gatilho ele era o tal
Todos que o desafiavam tinham seu final
Mas eis que numa tarde alguém apareceu
Com ele quis lutar e o mundo até tremeu
Marcaram numa esquina antes do por-do-sol
E todos já sabiam que um ia morrer

Nesse dia, porém, o homem mau tremeu
Logo entrou num bar e no bar bebeu
Ninguém tinha visto ainda ele em tal situação
Mas somente ele sabia qual era a razão
Chegando então a hora do outro encontrar
Chegando na esquina parou para olhar
O outro estava firme com a arma na mão
Fazia grande alarde fazendo sensação
O homem mau, então, quis logo matar
E no valentão quis logo atirar
E depois de um tiroteio todo mundo estremeceu
Quando um grito se ouviu, o homem mau morreu
Essa é a história de um homem mau !

© Warner Chapel/ADDAF

Play Track
2. Noite De Terror
(Getúlio Cortes)
view lyrics»

2. Noite De Terror
(Getúlio Cortes)

Fazia noite fria eu logo fui dormir
Soprava um vento frote eu não pude mais sair
Pensei com meus botões um bom livro eu vou ler
E um trago de uísque que é para me aquecer
Mas uma coisa vejam me aconteceu
Uma mão gelada em meu ombro bateu
Gritar eu quis porém
A voz não me saiu
E o livro que eu lia até de minha mão sumiu
Tremi de cima abaixo sem sair do lugar
Quando de repente eu ouvi alguém falar
Bem junto de mim esse alguém me falou bem assim
Eu sou o Frankstein
Tomou conta de mim tamanha tremedeira
Mais nada quis ouvir pois corri pela ladeira
Mas de repente então mudou-se o panorama
Quando dei por mim eu estava em minha cama
Alguém bate na porte e vou logo ver quem é
Deve ser meu broto pois fantasma não dá pé
Mas quando a porta abri fiquei logo a tremer
Senti por todo corpo um frio percorrer
Fiquei no chão colado com cabelo arrepiado
Maior foi o meu pavor pois não era o meu amor
E esse alguém que eu vi me falou novamente assim
Voltei...

© EMI Music Publishing

Play Track
3. Como É Bom Saber
(Helena dos Santos)
view lyrics»

3. Como É Bom Saber
(Helena dos Santos)

Ao contrário do que eu esperava
Foi um dia me acontecer
No caminho em que eu andava
Encontrei você
Meu olhar cruzou o seu olhar
Trocando juras de amor
E o deserto da minha vida
Agora é um jardim em flor
Como é bom saber
Que a minha vida e o meu destino
Está com você
Como é bom saber
Que a minha vida e o meu destino
Está com você
Ao contrário do que eu esperava
Foi um dia me acontecer
No caminho em que eu andava
Encontrei você
Meu olhar cruzou o seu olhar
Trocando juras de amor
E o deserto da minha vida
Agora é um jardim em flor
Como é bom saber
Que a minha vida e o meu destino
Está com você
Como é bom saber
Que a minha vida e o meu destino
Está com você, está com você, está com você...

© EMI Music Publishing

Play Track
4. Os Sete Cabeludos
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
view lyrics»

4. Os Sete Cabeludos
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

Tudo começou quando Lili foi à esquina
E a turma de outra rua se empolgou com a menina
Lili meio sem jeito, sorriu alegremente
Mas viu que os olhares eram bem diferentes
Um cara esquisito, seu braço segurou
E um beijo da Lili o atrevido roubou
Vinha o meu carro em doida disparada
Com sete cabeludos pra topar qualquer parada
Foi quando, de repente, a cena eu avistei
E o freio do carango bruscamente eu pisei
Sem mesmo abrir as portas e sem botar as mãos
Pulamos todos os sete para entrar em ação
Brigamos muito tempo, rasgamos nossa roupa
Fugimos da polícia que já vinha feito louca
Porém, maldita a hora que eu fui olhar pra trás
A cena que eu vi não esqueço nunca mais
Lili toda contente na esquina conversava
Com o cara esquisito que há pouco lhe beijava
Estava indiferente àquela confusão
Lili era bonita, mas não tinha coração
Então juramos todos os sete
Palavra de rapaz
Que por garota alguma
Não brigamos nunca mais
Que por garota alguma
Não brigamos nunca mais
Brigamos muito tempo, rasgamos nossa roupa
Fugimos da polícia que já vinha feito louca
Porém, maldita a hora que eu fui olhar pra trás
A cena que eu vi não esqueço nunca mais
Lili toda contente na esquina conversava
Com o cara esquisito que há pouco lhe beijava
Estava indiferente àquela confusão
Lili era bonita, mas não tinha coração
Então juramos todos os sete
Palavra de rapaz
Que por garota alguma
Não brigamos nunca mais
Que por garota alguma não brigamos nunca mais
Que por garota alguma não brigamos nunca mais
Que por garota alguma não brigamos nunca mais
Que por garota alguma não brigamos nunca mais

© EMI

Play Track
5. Parei...Olhei
(Roberto Carlos)
view lyrics»

5. Parei...Olhei
(Roberto Carlos)

Parou... olhou
Depois sorrindo se afastou
O meu coração se enamorou
Eu acho que me apaixonei
Parei... olhei
E vi ternura em seu olhar
E num piscar de olhos fugiu de mim
E nem o seu nome eu sei
E agora eu vivo a procurar aquele olhar
Botei até anúncio no jornal
Fiz juras, fiz promessas para encontrar
Passei milhões de vezes no local

Porém, se Deus
Me der a graça de encontrar
Aquela bonequinha não vai mais fugir
Pois com ela eu vou me casar
E agora eu vivo a procurar aquele olhar
Botei até anúncio no jornal
Fiz juras, fiz promessas para encontrar
Passei milhões de vezes no local
Porém, se Deus
Me der a graça de encontrar
Aquela bonequinha não vai mais fugir
Pois com ela eu vou me casar
Parei

© EMI Music Publishing

Play Track
6. Os Velhinhos
(José Messias)
view lyrics»

6. Os Velhinhos
(José Messias)

Quando a velhice chegar
Eu não sei se terei
Tanto amor pra te dar
Quando a velhice chegar
Eu não sei se terei
Tanto amor pra te dar
Hoje, vem amor, vem amar
Os meus lábios esperam
Te querendo beijar

Amanhã estaremos velhinhos
Contaremos juntinhos
Os segredos do amor, os segredos do amor
Para os nossos netinhos
Hoje, vem amor, vem amar
Os meus lábios esperam
Te querendo beijar
Amanhã estaremos velhinhos
Contaremos juntinhos
Os segredos do amor, os segredos do amor
Para os nossos netinhos

© Euterpe

Play Track
7. Eu Sou Fã Do Monoquini
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
view lyrics»

7. Eu Sou Fã Do Monoquini
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

Fiu, fiu
Que bárbaro!
Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá , lá, lá,
Todo mundo
Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá Hum...Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá
Vinha caminhando na praia
Quando escutei grande gritaria
Parei nem sei o que pensei
Como todo bom brasileiro
Fui também bancar o olheiro
E o que vi não esqueci
Nem quero recordar
Um brotinho de monoquini
Que antes só usava biquini
Vinha caminhando assanhada
Pra lá e pra cá
Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá
Hum...Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá
Me aproximei de mansinho
Pra melhor olhar
Quando de repente o brotinho
Resolveu nadar
Grande confusão outra vez
Se não sou forte não tinha vez
Nadou, nadou até que cansou
E foi pro sol secar

Não posso contar o que vi
Mas sei que nunca mais esqueci
Broto tem que usar monoquini
Não suporto mais o biquini
Broto tem que usar monoquini
Não suporto mais o biquini
Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá
Hum...
Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá, lá
Me aproximei de mansinho
Pra melhor olhar
Quando de repente o brotinho
Resolveu nadar
Grande confusão outra vez
Se não sou forte não tinha vez
Nadou, nadou até que cansou
E foi pro sol secar
Não posso contar o que vi
Mas sei que nunca mais esqueci
Broto tem que usar monoquini
Não suporto mais o biquini
Broto tem que usar monoquini
Não suporto mais o biquini
Broto tem que usar monoquini
Não suporto mais o biquini
Broto tem que usar monoquíni
Não suporto mais o biquíni

© EMI

Play Track
8. Aquele Beijo Que Te Dei
(Édson Ribeiro)
view lyrics»

8. Aquele Beijo Que Te Dei
(Édson Ribeiro)

Aquele beijo que te dei
Nunca, nunca mais esquecerei
A noite linda de luar
Lua testemunha tão vulgar
Aquele beijo que te dei
Nunca, nunca mais esquecerei
A noite linda de luar
Lua testemunha tão vulgar
Lembro de você e fico triste
Até me dá vontade de chorar
De lembrar que o amor não mais existe
Não mais existe mas eu sempre hei de te amar
Lembro de você e fico triste
Até me dá vontade de chorar
De lembrar que o amor não mais existe
Não mais existe mas eu sempre hei de te amar
Aquele beijo
Nunca mais esquecerei
O beijo que te dei

Lembro de você e fico triste
Até me dá vontade de chorar
De lembrar que o amor não mais existe
Não mais existe mas eu sempre hei de te amar
Lembro de você e fico triste
Até me dá vontade de chorar
De lembrar que o amor não mais existe
Não mais existe mas eu sempre hei de te amar
Aquele beijo
Nunca mais esquecerei
O beijo que te dei
Nunca mais esquecerei
O beijo que te dei

© EMI Music Publishing

Play Track
9. Brucutu (Alley-Oop)
(Dallas Franzier / versão: Rossini Pinto)
view lyrics»

9. Brucutu (Alley-Oop)
(Dallas Franzier / versão: Rossini Pinto)

Olha o Brucutu, Brucutu
Olha o Brucutu, Brucutu
Nas histórias em quadrinhos das revistas, dos jornais
Olha o Brucutu, Brucutu
Há um tipo curioso e divertido até demais
Olha o Brucutu, Brucutu
O lugar onde ele vive todos sabem que é
Mu Olha o Brucutu, Brucutu
Quem ainda não ouviu falar de Brucutu
Olha o Brucutu, Brucutu
Mora só numa caverna, dorme mesmo é no chão
Olha o Brucutu, Brucutu
O seu carro é um Dinossauro e veste pele de leão
Olha o Brucutu, Brucutu
Anda sempre bem armado, briga sempre com prazer
Olha o Brucutu, Brucutu
Traz consigo um machado e gosta mesmo é de bater Olha o Brucutu, Brucutu
Olha o Brucutu,Brucutu
Mas no fundo Brucutu é bom
Olha o Brucutu
Seu amigo Fuzi é quem diz
Olha o Brucutu
Deixa a Hula até usar batom
Olha o jeito dele andar

Brucutu um certo dia foi com Hula passear
Olha o Brucutu, Brucutu
Foi ao baile que o rei Gus todo mês costuma dar
Olha o Brucutu, Brucutu
Só porque outro rapaz pra sua noiva olhou
Olha o Brucutu, Brucutu
Brucutu ficou zangado e seu nariz ele amassou
Olha o Brucutu, Brucutu
Olha o Brucutu, Brucutu
Mas no fundo Brucutu é bom rapaz
Olha o Brucutu
Seu amigo Fuzi é quem diz
Olha o Brucutu
Deixa a Hula até usar batom
Olha o jeito dele andar
Olha o Brucutu, Brucutu
Vai brucutu, vai, olha o jeito dele andar!
Olha o Brucutu, Brucutu
Eu, eu nada, eu hem..
Olha o Brucutu, Brucutu.
Como é que você dá uma dessa brucutu?
Olha o Brucutu, Brucutu
Tchau, Tchau Brucutu
Bye, eu ehen…

© EMI

Play Track
10. Não Quero Ver Você Triste
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
view lyrics»

10. Não Quero Ver Você Triste
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

O que é que você tem, conta pra mim
Não quero ver você triste assim
Não fique triste o mundo é bom
A felicidade até existe
Enxugue a lágrima, pare de chorar
Você vai ver, tudo vai passar
Você vai sorrir outra vez
Que mal alguém lhe fez, conta pra mim
Não quero ver você triste assim
Olha, vamos sair
Hum... pra que saber aonde ir
Eu só quero ver você sorrir
Enxugue a lágrima, não chore nunca mais
E olha que céu azul, azul até demais
Esqueça o mal, pense só no bem
Que assim a felicidade um dia vem
Agora uma canção, canta pra mm
Não quero ver você triste assim
Olha, vamos sair
Hum... pra que saber onde ir
Eu só quero ver você sorrir
Enxugue a lágrima, não chore nunca mais
E olha que céu azul, azul até demais
Esqueça o mal pense só no bem
Que assim a felicidade um dia vem
Uma canção, canta pra mim
Não quero ver você tão triste assim

© Irmãos Vitale

Play Track
11. A Garota Do Baile
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
view lyrics»

11. A Garota Do Baile
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

Quem não acreditar
Venha ver a multidão
Que com ela quer dançar
Ela adivinha que eu estou sofrendo
Também querendo com ela dançar
Fico em pé olhando e esperando
Que ela se afaste da multidão
Para eu me aproximar
Com ela dançar, do meu carinho
Do meu amor, do meu amor, poder falar
E assim a noite vai passando
Mas sempre encontro a multidão
Que com ela quer dançar
Ela adivinha que eu estou sofrendo
Também querendo com ela dançar
O baile vai terminar e a última dança
A última dança já vai começar
Ela entende o meu olhar
Dispensou a multidão e eu pude então
Eu pude, então, com ela dançar
O baile vai terminar e a última dança
A última dança já vai começar
Ela entende o meu olhar
Dispensou a multidão e eu pude, então
Eu pude, então, com ela dançar
Com ela dançar
Com ela dançar
Eu pude então
Com ela dançar

© EMI

Play Track
12. Rosita
(Francisco Lara - Jovenil Santos)
view lyrics»

12. Rosita
(Francisco Lara - Jovenil Santos)

Rosita, Rosita
Onde estás que não vens Rosita, Rosita
Só a ti eu quero bem
Eu vivo tão triste
Sozinho e abandonado
Rosita, Rosita
Vem viver a meu lado
Rosita, Rosita
Não me deixe indeciso
Nesta hora de angústia
Que mais de ti eu preciso

Rosita, Rosita
Me tire da solidão
Rosita, Rosita
É teu o meu coração, é teu o meu coração
Rosita, Rosita
Não me deixe indeciso
Nesta hora de angústia
Que mais de ti eu preciso
Rosita, Rosita
Me tire da solidão
Rosita, Rosita
É teu o meu coração, é teu o meu coração

© EMI Music Publishing