Roberto Carlos - Duetos (2006) [2006]

CD:
Play Track
1. Pot-Pourri: Tutti-Fruti/Long Tall Sally/Hound Dog/Blue Suede Shoes/Love me Tender (dueto com Erasmo Carlos)
(Dorothy Labostrie, Richard Penniman e Lubin/Johnson,Penniman e Blackwell/Jerry Leiber e Mike Stoller/Carl Perkins/Vera Matson e Elvis Presley)
view lyrics»

1. Pot-Pourri: Tutti-Fruti/Long Tall Sally/Hound Dog/Blue Suede Shoes/Love me Tender (dueto com Erasmo Carlos)
(Dorothy Labostrie, Richard Penniman e Lubin/Johnson,Penniman e Blackwell/Jerry Leiber e Mike Stoller/Carl Perkins/Vera Matson e Elvis Presley)

Wop-bop-a-loom-a-boom-bam-boom tutti frutti
au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti
au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti
au rutti wop-bop-a-loom-bop-a-boom-bam-boom
Got a gal named Sue
She knows just what to do
Got a gal named Sue
She knows just what to do
She knows how to love me
Yes indeed, boy you don`t know
What she does to me
tutti frutti
au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti
au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti
au rutti wop-bop-a-loom-bop-a-boom-bam-boom

Gonna tell Aunt Mary `bout Uncle John
He says he has the blues but
He has a lotta fun
Oh baby, yes baby, whoo-oo-oo-oo baby
Havin` some fun tonight yeah well!
You ain`t nothin` but a hound dog
cryin` all the time.
You ain`t nothin` but a hound dog
cryin` all the time.
Well, you ain`t never caught a rabbit
and you ain`t no friend of mine
Well, it`s one for the money,
Two for the show,
Three to get ready,
Now go, cat, go.
But don`t you step on my blue suede shoes.
You can do anything but lay off of my Blue suede shoes
Blue, blue, blue suede shoes
Blue, blue, blue suede shoes
Blue, blue, blue suede shoes
You can do anything but lay off of my Blue suede shoes

Love me tender,
love me sweet,
never let me go.
You have made my life complete,
and I love you so.
Love me tender,
love me true,
all my dreams fulfilled.
For my darlin` I love you,
and I always will
Love me tender,
love me true,
all my dreams fulfilled.
For my darlin` I love you,
and I always will

tutti frutti
au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti
au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti
au rutti wop-bop-a-loom-bop-a-boom-bam-boom
tutti frutti
au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti
au rutti tutti frutti au rutti tutti frutti
au rutti wop-bop-a-loom-bop-a-boom-bam-boom
wop-bop-a-loom-bop-a-boom-bam-boom
wop-bop-a-loom-bop-a-boom-bam-boom

© Sony Music/Peermusic do Brasil/Universal Publ/Warner Chapell/EMI songs/Elsvis Presley Music

Play Track
2. Ternura (Somehow it got to be tomorrow (today)) (dueto com Wanderléa)
(Estelle Levitt e Kenny Karen / Versão: Rossini Pinto)
view lyrics»

2. Ternura (Somehow it got to be tomorrow (today)) (dueto com Wanderléa)
(Estelle Levitt e Kenny Karen / Versão: Rossini Pinto)

Uma vez você falou que era meu o seu amor
E ninguém mais vai separar você de mim
Agora você vem dizendo adeus
Que foi que eu fiz pra que você me trate assim?
Todo o amor que eu guardei á você eu entreguei
Eu não mereço tanta dor, tanto sofrer
... você dizendo adeus
Que foi que eu fiz pra que você me trate assim?
Toda a ternura que eu lhe dei
Ninguém no mundo vai te ofertar
E seus cabelos só eu sei
Como afagar
O meu pobre coração já não quer mais ilusão
Já não suporta mais sofrer ingratidão
Agora você vem dizendo adeus
Que foi que eu fiz pra que você me trate assim?
Agora você vem dizendo adeus
Que foi que eu fiz pra que você me trate assim?
Agora vem você dizendo, dizendo adeus
Que foi que eu fiz pra que você me trate assim?
Toda ternura

© EMI Songs (EMI)

Play Track
3. Lígia (dueto com Tom Jobim)
(Antonio Carlos Jobim)
view lyrics»

3. Lígia (dueto com Tom Jobim)
(Antonio Carlos Jobim)

Eu nunca sonhei com você
Nunca fui ao cinema
Não gosto de samba
Não vou a Ipanema
Não gosto de chuva
Nem gosto de sol
E quando eu lhe telefonei
Desliguei, foi engano
O seu nome eu não sei
Esqueci no piano
As bobagens de amor
Que eu iria dizer
Lígia, Lígia

Eu nunca quis tê-la ao meu lado
Num fim de semana
Um chope gelado
Em Copacabana
Andar pela praia até o Leblon
E quando eu me apaixonei
Não passou de ilusão
O seu nome eu rasguei
Fiz um samba-canção
Das mentiras de amor
Que aprendi com você
Lígia, Lígia

E quando você me envolver
Nos seus braços serenos
Eu vou me render
Mas seus olhos morenos
Me metem mais medo
Que um raio de sol
Lígia, Lígia

© Jobim Music

Play Track
4. Coração de estudante (dueto com Milton Nascimento)
(Milton Nascimento - Wagner Tiso)
view lyrics»

4. Coração de estudante (dueto com Milton Nascimento)
(Milton Nascimento - Wagner Tiso)

Quero falar de uma coisa
Adivinha onde ela anda
Deve estar dentro do peito
Ou caminha pelo ar
Pode estar aqui do lado
Bem mais perto que pensamos
A folha da juventude
É o nome certo desse amor
Já podaram seus momentos
Desviaram seu destino
Seu sorriso de menino
Quantas vezes se escondeu
Mas renova-se a esperança
Nova aurora, cada dia
E há que se cuidar do broto
Pra que a vida nos dê
Flor e fruto
Coração de estudante
Há que se cuidar da vida
Há que se cuidar do mundo
Tomar conta da amizade
Alegria e muito sonho
Espalhados no caminho
Verdes, planta e sentimento
Folhas, coração,
Juventude e fé.

© Nascimento (EMI)/Trem Mineiro (EMI)

Play Track
5. Sua estupidez (dueto com Gal Costa)
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
view lyrics»

5. Sua estupidez (dueto com Gal Costa)
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

Meu bem, meu bem
Você tem que acreditar em mim
Ninguém pode destruir assim
Um grande amor
Não dê ouvidos à maldade alheia e creia
Sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo
Meu bem, meu bem
Use a inteligência uma vez só
Quantos idiotas vivem só
Sem ter amor
E você vai ficar também sozinha, eu sei porque,
Sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo
Quantas vezes eu tentei falar
Que no mundo não há mais lugar
Pra quem toma decisões na vida sem pensar
Conte ao menos até três
Se precisar conte outra vez
Mas pense outra vez
Meu bem, meu bem, meu bem, eu te amo

Meu bem, meu bem
Sua incompreensão já é demais
Nunca vi alguém tão incapaz
De compreender
Que o meu amor é bem maior que tudo que existe
Mas sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo
Quantas vezes eu tentei falar
Que no mundo não há mais lugar
Pra quem toma decisões na vida sem pensar
Conte ao menos até três
Se precisar conte outra vez
Mas pense outra vez
Meu bem, meu bem, meu bem, eu te amo
Meu bem, meu bem
Sua incompreensão já é demais
Nunca vi alguém tão incapaz
De compreender
Que o meu amor é bem maior que tudo que existe
Mas sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo
Que eu te amo
Que eu te amo
Que eu te amo

© EMI Music Publishing

Play Track
6. Mucuripe (dueto com Fagner)
(Fagner - Belchior)
view lyrics»

6. Mucuripe (dueto com Fagner)
(Fagner - Belchior)

As velas do Mucuripe
Vão sair para pescar
Vou levar as minhas mágoas
Pras águas fundas do ma
Hoje à noite namorar
Sem ter medo da saudade
E sem vontade de casar
As velas do Mucuripe
Vão sair para pescar
Vou levar as minhas mágoas
Pras águas fundas do mar
Hoje à noite namorar
Sem ter medo da saudade
E sem vontade de casar
Calça nova de riscado
Paletó de linho branco
Que até o mês passado
Lá no campo ainda era flor
Sob o meu chapéu quebrado
O sorriso ingênuo e franco
De um rapaz novo e encantado
Com vinte anos de amor
Calça nova de riscado
Paletó de linho branco
Que até o mês passado
Lá no campo ainda era flor
Sob o meu chapéu quebrado
O sorriso ingênuo e franco
De um rapaz novo e encantado
Com vinte anos de amor
Aquela estrela é dela
Vida, vento, vela leva-me daqui
Aquela estrela é dela
Vida, vento, vela leva-me daqui
Aquela estrela é dela
Vida, vento, vela leva-me daqui
Aquela estrela é dela
Vida, vento, vela leva-me daqui

© Warner Chappell

Play Track
7. Amazônia (dueto com Chitãozinho e Xororó)
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
view lyrics»

7. Amazônia (dueto com Chitãozinho e Xororó)
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

Tanto amor perdido no mundo
Verdadeira selva de enganos
A visão cruel e deserta
De um futuro de poucos anos
Sangue verde derramado
O solo manchado
Feridas na selva
A lei do machado
Avalanches de desatinos
Numa ambição desmedida
Absurdos contra os destinos
De tantas fontes de vida
Quanta falta de juízo
Tolices fatais
Quem desmata, mata
Não sabe o que faz
Como dormir e sonhar
Quando a fumaça no ar
Arde nos olhos
De quem pode ver
Terríveis sinais
De alerta
Desperta
Pra selva viver
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, inssônia do mundo
Todos os gigantes tombados
Deram suas folhas ao vento
Folhas são bilhetes deixados
Aos homens do nosso tempo
Quantos anjos queridos
Guerreiros de fato
De morte feridos
Caídos no mato
Como dormir e sonhar
Quando a fumaça no ar
Arde nos olhos
De quem pode ver
Terríveis sinais
De alerta
Desperta
Pra selva viver
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo

© Amigos / ECRA

Play Track
8. Desabafo (dueto com Ângela Maria)
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
view lyrics»

8. Desabafo (dueto com Ângela Maria)
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

Por que me arrasto aos seus pés
Por que me dou tanto assim
E por que não peço em troca
Nada de volta pra mim?
Por que é que eu fico calado
Enquanto você me diz
Palavras que me machucam
Por coisas que eu nunca fiz?
Por que é que eu rolo na cama
E você finge dormir?
Mas se você quer eu quero
E não consigo fingir
Você é mesmo essa mecha
De branco nos seus cabelos
Você pra mim é uma ponta
A mais nos meus pesadelos
Mas acontece que eu
Não sei viver sem você
Às vezes me desabafo
Me desespero porque
Você é mais que um problema
É uma loucura qualquer
Mas sempre acabo em seus braços
Na hora que você quer
Você é mais que um problema
É uma loucura qualquer
Mas sempre acabo em seus braços
Na hora que você quer

© Amigo / ECRA

Play Track
9. Se você quer (Si piensas si quieres) (dueto com Fafá de Belém)
(Roberto Livi e Albert Vezzani / versão: Roberto Carlos e Carlos Colla)
view lyrics»

9. Se você quer (Si piensas si quieres) (dueto com Fafá de Belém)
(Roberto Livi e Albert Vezzani / versão: Roberto Carlos e Carlos Colla)

Se você quer voltar pra mim
Não vai ser como era antes
Tem que ser tudo como eu quero
Senão não vamos ser amantes
Você bem sabe do que eu falo
O que sofri já foi bastante

Se você quer voltar pra mim
Condições eu não aceito
Você bem sabe que eu te quero
Mas não me fale desse jeito
Porque por bem você me leva
Mas dessa forma nada feito

Mas eu não posso permitir
Esse amor a me ferir
Que me queiras quando queres
Que dividas teu carinho
Entre amigos e canções
E quem sabe com mulheres

Mas eu sempre fui assim
Um boêmio, um sonhador
Pela vida apaixonado
Ser assim não é defeito
Me assuma desse jeito
Pra que eu fique do seu lado

Se você quiser voltar
Se você quiser que eu volte

Mas eu não posso permitir
Esse amor a me ferir
Que me queiras quando queres
Que dividas teu carinho
Entre amigos e canções
E quem sabe com mulheres

Mas eu sempre fui assim
Um boêmio, um sonhador
Pela vida apaixonado
Ser assim não é defeito
Me assuma desse jeito
Pra que eu fique do seu lado

Se você quiser voltar
Se você quiser que eu volte

© Sony Music

Play Track
10. Rei do gado (com Sérgio Reis e Almir Sater)
(Teddy Vieira)
view lyrics»

10. Rei do gado (com Sérgio Reis e Almir Sater)
(Teddy Vieira)

Num bar de Ribeirão Preto eu vi com meus olhos essa passagem
Quando champagne corria à rodo, nas altas rodas da granfinagem
Nisso chegou um peão trazendo na testa o pó da viagem
Pediu uma pinga para o garçom
Que era prá rebater a friagem
Levantou um almofadinha disse pro dono, eu não tenho fé
Quando um caboclo que não se enxerga num lugar desse vem por os pés
Senhor que é o dono da casa não deixe entrar um homem qualquer
Principalmente nessa ocasião
Que esta presente o rei do café
Foi uma salva de palmas gritaram viva pro fazendeiro
Que tem um milhão de pé de café, por esse rico chão brasileiro
O seu nome é conhecido até no mercado dos estrangeiro
Portanto veja que esse ambiente
Não é prá qualquer tipo rampeiro
Num modo muito cortês respondeu o peão prá rapaziada
Essa riqueza não me assusta, topo e aposto qualquer parada
Cada pé do seu café eu amarro um boi da minha boiada
Prá vocês todos isso eu garanto
Que ainda me sobra boi na invernada
Foi um silêncio profundo o peão deixou o povo mais pasmado
Pagando a pinga com mil cruzeiros disse ao garçon prá guardar o trocado
Quem quiser saber meu nome que não se faça de arrogado
É só chegar lá em andradina
E perguntar pelo rei do gado

© UNIVERSAL MUSIC PUBLISHING MGB

Play Track
11. Se eu não te amasse tanto assim (dueto com Ivete Sangalo)
(Herbert Vianna - Paulo Sergio Valle)
view lyrics»

11. Se eu não te amasse tanto assim (dueto com Ivete Sangalo)
(Herbert Vianna - Paulo Sergio Valle)

Meu coração
Sem direção
Voando só por voar
Sem saber onde chegar
Sonhando em te encontrar
E as estrelas
Que hoje eu descobri
No seu olhar
As estrelas vão me guiar
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez perdesse os sonhos
Dentro de mim
E vivesse na escuridão
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez não visse flores
Por onde eu vim
Dentro do meu coração
Hoje eu sei
Eu te amei
No vento de um temporal
Mas fui mais
Muito além
Do tempo do vendaval
Nos desejos
Num beijo
Que eu jamais provei igual
E as estrelas dão um sinal
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez perdesse os sonhos
Dentro de mim
E vivesse na escuridão
Se eu não te amasse tanto assim
Talvez não visse flores
Por onde eu vim
Dentro do meu coração

© EMI Songs (EMI)

Play Track
12. Alegria, alegria (dueto com Caetano Veloso)
(Caetano Veloso)
view lyrics»

12. Alegria, alegria (dueto com Caetano Veloso)
(Caetano Veloso)

Caminhando contra o vento
Sem lenço, sem documento
No sol de quase dezembro
Eu vou
O sol se reparte em crimes,
Espaçonaves, guerrilhas
Em cardinales bonitas
Eu vou
Em caras de presidentes
Em grandes beijos de amor
Em dentes, pernas, bandeiras
Bomba e brigitte bardot
O sol nas bancas de revista
Me enche de alegria e preguiça
Quem lê tanta notícia
Eu vou
Por entre fotos e nomes
Os olhos cheios de cores
O peito cheio de amores, amores vãos
Eu vou
Por que não, por que não

© Musiclave (Arlequim)

Play Track
13. Além do horizonte (com Jota Quest)
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
view lyrics»

13. Além do horizonte (com Jota Quest)
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

Além do horizonte deve ter
Algum lugar bonito pra viver em paz
Onde eu possa encontrar a natureza
Alegria e felicidade com certeza
Lá nesse lugar o amanhecer é lindo
Com flores festejando mais um dia que vem vindo
Onde a gente pode se deitar no campo
Se amar na relva escutando o canto dos pássaros
Aproveitar a tarde sem pensar na vida
Andar despreocupado sem saber a hora de voltar
Bronzear o corpo todo sem censura
Gozar a liberdade de uma vida sem frescura
Se você não vem comigo tudo isso vai ficar
No horizonte esperando por nós dois
Se você não vem comigo nada disso tem valor
De que vale o paraíso sem amor

Além do horizonte existe um lugar
Bonito e tranqüilo
Pra gente se amar
Se você não vem comigo tudo isso vai ficar
No horizonte esperando por nós dois
Se você não vem comigo nada disso tem valor
De que vale o paraíso sem amor
Além do horizonte existe um lugar
Bonito e tranqüilo
Pra gente se amar

© Amigos / ECRA

Play Track
14. Jovens tardes de domingo (com ERASMO CARLOS / WANDERLÉA / WANDERLEY CARDOSO / JERRY ADRIANI / JOSÉ RICARDO / MARTINHA / WALDIRENI / ROSEMARY / CLEIDE ALVES / ED CARLOS / ARI SANCHES / ED WILSON / RONALDO LUIS E MARCIO AUGUSTO )
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)
view lyrics»

14. Jovens tardes de domingo (com ERASMO CARLOS / WANDERLÉA / WANDERLEY CARDOSO / JERRY ADRIANI / JOSÉ RICARDO / MARTINHA / WALDIRENI / ROSEMARY / CLEIDE ALVES / ED CARLOS / ARI SANCHES / ED WILSON / RONALDO LUIS E MARCIO AUGUSTO )
(Roberto Carlos - Erasmo Carlos)

Eu me lembro com saudade
O tempo que passou
O tempo passa tão depressa
Mas em mim deixou
Jovens tardes de domingo
Tantas alegrias
Velhos tempos
Belos dias
Canções usavam formas simples
Pra falar de amor
Carrões e gente numa festa
De sorriso e cor
Jovens tardes de domingo
Tantas alegrias
Velhos tempos
Belos dias
Hoje os meus domingos
São doces recordações
Daquelas tardes de guitarras
Sonhos e emoções
O que foi felicidade
Me mata agora de saudade
Velhos tempos
Belos dias
Velhos tempos
Belos dias
Hoje os meus domingos
São doces recordações
Daquelas tardes de guitarras
Flores e emoções
O que foi felicidade
Me mata agora de saudade
Velhos tempos
Belos dias
Velhos tempos
Belos dias
Velhos tempos
Belos dias
(Vejam só em que festa de arromba
Outro dia eu fui parar
Vejam só em que festa de arromba
Outro dia eu fui parar
Vinha voando no meu carro
Quando vi pela frente
Na beira da calçada
Um broto displicente
Mas, vejam só em que festa de arromba
Outro dia eu fui parar
Vejam só em que festa de arromba
Outro dia eu fui parar)

© Amigo / ECRA