Novidades

OLHA O CARNAVAL AÍ, GENTE!

Home » Novidade » OLHA O CARNAVAL AÍ, GENTE!

OS CONFETES ESTÃO NO AR E PARA O FOLIÃO RC O SAMBA NÃO PODE PARAR!


Todos lembram do desfile de 2011 onde a Beija-Flor se sagrou campeã com o samba enredo “A Simplicidade de um Rei” mas não é de hoje que Roberto Carlos está ligado ao samba e principalmente aos desfiles de carnaval.
Vamos relembrar?

Em 1987 o Carnaval entrou de vez na história do nosso cantor. O dia era 2 de março. O local, o Sambódromo do Rio de Janeiro e o homenageado, Roberto Carlos.
Naquele dia, a escola de samba Unidos do Cabuçu levou para a avenida Marquês de Sapucaí a família, amigos e fãs do cantor, que foram ao delírio com o enredo “Roberto Carlos no reino da fantasia” que também esteve presente para conferir de perto esta festa.

Roberto chegou à concentração às 23h15 acompanhado de sua mãe, Dona Laura, que também desfilou. Ainda antes de chegar ao carro alegórico que o levaria por toda a avenida, encontrou alguns amigos dos tempos de Cachoeiro convidados pela escola para desfilar. O samba começou à meia-noite e, depois do desfile, o cantor seguiu emocionado para um camarote onde estavam outros parentes.

A escola não foi a vencedora do carnaval, mas, segundo a presidente da Unidos do Cabuçu, Therezinha Monte, pesou o fato de a escola ser pequena. “Se tivesse um prestígio de uma Mangueira, Salgueiro, Portela ou outras, teria sido a vencedora fácil do carnaval daquele ano”.

Mas como bem sabemos esta não foi a única vez que Roberto Carlos foi samba enredo de uma escola.
Em 2011, com um desfile que contou sua trajetória, a escola de samba de Nilópolis, na Baixada Fluminense, foi líder isolada na apuração realizada no Sambódromo do Rio e ficou apenas dois décimos abaixo da nota máxima.

O enredo “Roberto Carlos: A simplicidade de um rei” levou calhambeques, lambretas e imagens religiosas para a passarela do samba, num total de oito carros alegóricos e 4 mil componentes, divididos em 47 alas. O samba-enredo foi interpretado por Neguinho da Beija-Flor.

A infância de Roberto, vivida em Cachoeiro de Itapemirim, foi o tema da comissão de frente, representada por um Roberto menino que perseguia componentes que simbolizavam notas musicais. Eles entravam na escultura de um imenso rádio antigo, onde sumiam e reapareciam com a atriz Claudia Raia, que representava todas as musas inspiradoras do Rei.

O carro da Jovem Guarda trouxe como destaque os companheiros de Roberto no movimento musical, como o parceiro Erasmo Carlos e Wanderléa.
Os ritmistas comandados pelos mestres Plínio e Rodney vieram vestidos como comandantes do cruzeiro “Emoções em Alto-Mar”, onde o Rei se apresenta há sete anos. Já a ala das baianas representou o amor das músicas de Roberto Carlos, vestidas com rosas vermelhas.

O romantismo esteve presente em quase todo o desfile. Cantoras que participaram do projeto “Elas cantam Roberto”, como Hebe Camargo, Alcione, Fafá de Belém, Rosemary e Fernanda Abreu, desfilaram no quarto carro da Beija-Flor.
“Desfilar em homenagem ao Roberto foi mais do que um prazer, foi uma grande honra”, disse Hebe após a apresentação.

Para fechar o desfile, a Beija-Flor exaltou com imagens as mensagens de fé e paz.
“Sem dúvida que essa, é senão a maior, uma das maiores consagrações que já recebi na minha vida“
…e completou na quadra da escola de samba comemorando a vitória:

“Já tive muitas emoções, mas essa foi coisa séria, realmente muito séria.”

Assista agora a um pouco de cada um desses desfiles e

BOM CARNAVAL!