Novidades

Os Especiais Roberto Carlos – parte 1

Home » Novidade » Os Especiais Roberto Carlos – parte 1

O mês de dezembro nos traz imediatamente as sensações de festas, de término de um ciclo, o calor do nosso verão, e em cada casa, a certeza de que Roberto Carlos estará com a gente brindando essa época maravilhosa.
Em 2018, o “Especial Roberto Carlos”,  irá ao ar no dia 23 de dezembro (Brasil). garantindo que não há “spoiler”, podemos adiantar participações muito especiais, como

Enquanto esperamos o novo Especial vamos relembrar os que já assistimos?

Tudo começou no ano de 1974, quando foi ao ar o primeiro “Especial Roberto Carlos”
Desde então, foi mais ou menos assim…

1974
1974* Na noite de Natal foi ao ar o primeiro Especial de Roberto Carlos.
* As primeiras imagens desse especial mostraram Roberto Carlos em seu camarim se arrumando, acendendo o cachimbo, colocando anéis e pulseiras, enquanto a banda tocava um pot-pourri.
* Em um dos números do especial, Roberto Carlos tocou violão enquanto Paulo Gracindo declamou “Não quero ver você triste”.
* O primeiro cantor a aparecer no especial foi Antonio Marcos, que num passeio na lancha de Roberto Carlos (“Laura”) cantou “Gaivotas”.
* O clipe “Jesus Cristo” marcou o término do Especial 1974.

1975
1975* Começamos com Roberto Carlos em um quarto de hotel, assistindo a um filme de “bang-bang”.
* Em um momento de recordações sobre a Jovem Guarda, Roberto, Erasmo e Wanderléa cantaram ‘Pare o casamento’, ‘Lobo mau’ e ‘Negro gato’.
* Caetano Veloso fez sua primeira participação em Especiais RC cantou ‘Qualquer coisa’ e depois em dueto com RC:  ‘Como dois e dois’.
* Em um encontro dos mais emocionantes, Roberto Carlos, Dorival Caymmi e Silvio Caldas cantaram ‘Ternura Antiga’ e ‘Acalanto’.
* O programa terminou com um show gravado na concha acústica da UERJ onde Roberto Carlos cantou ‘Detalhes’, ‘O portão’ e ‘Jesus Cristo’.

1976
1976* 1976 trazia em seu Especial uma homenagem aos músicos.
* Roberto homenageou os instrumentos e cantou vários hits acompanhado por Altamiro Carrilho na flauta (O Calhambeque), Maurício Einhorn na gaita (Eu sou terrível), Hamilton no piston (Proposta), Zé Meneses no banjo e guitarra (Mexerico da Candinha), Paulo Moura no trompete (Olha) e Roberto Di Regina no cravo (Detalhes).
Ainda dividiu o microfone com os cantores da Velha Guarda, Linda Batista (Nêga Maluca), Carlos Galhardo (Fascinação), Araci de Almeida (Conversa de botequim), Moreira da Silva (Bateram na minha nêga), Isaurinha Garcia (Mensagem) e Orlando Silva (A deusa da minha rua).
* Ainda naquele ano Roberto cantou “Ligia ” com Tom Jobim.
* Ao encerrar o programa, vestido de Papai Noel, num parque de diversões, Roberto ao lado de seu filho Segundinho disse:

“A esperança tem diversos sinônimos. No Natal o mais próprio é Papai Noel. Os Natais mudarão mas Papai Noel será sempre o mesmo: gordo, vermelho, barbudo para os puros. Para nós que batalhamos a infância ele pintou em forma de esperança e música.
Segundinho, música foi o maior presente que seu pai ganhou de Papai Noel. O meu Papai Noel foi seu avô.”

1977
1977* Às vésperas da Copa do Mundo de 1978, no programa de 1977 jogadores se preparam para entrar em campo enquanto Roberto se arrumava para entrar no palco. Durante todo o especial o paralelo entre números musicais e imagens de jogos de futebol, gols de placa e dribles fantásticos continuou.
* Vários encontros com craques da bola aconteceram durante o programa.
Com Mané Garrincha Roberto jogou uma partida de sinuca, com Rivelino bateu um bom papo cercado de pássaros e com Pelé cantou “O mundo é uma bola”.
*Junto a Erasmo Carlos e vestidos a caráter, prestaram uma homenagem a Elvis Presley cantando um pot-pourri de seus grandes sucessos: ‘Tutti-Fruti/Long Tall Sally/Hound Dog/Blue Suede Shoes/Love me Tender’.
* Em uma vista à casa de Carlos Gardel em Buenos Aires, RC canta ‘El dia que me quieras’.
*Roberto finalizou o especial ao som de ‘Eu quero apenas’.

1978 – UM MILHÃO DE AMIGOS
1978* O programa foi dedicado à Campanha pelo Ano Internacional da Criança da UNICEF.
* Ao falar de crianças e seus direitos Roberto Carlos recordou sua infância com depoimentos de sua primeira professora, Maria do Rosário, da Irmã Fausta, que lhe deu o tão famoso medalhão usado até os dias de hoje e de sua primeira professora de piano. Com imagens de sua cidade Roberto cantou ‘Meu Pequeno Cachoeiro’.
* Já em um show realizado no Ibirapuera em São Paulo, cantando ‘Outra vez’ e ‘Fé’, Roberto Carlos recebeu seus filhos Luciana e Segundinho no palco e encerrou a campanha que ficou 24 horas no ar com mais de 100 milhões de doações.

1979 – CIRCO ELETRÔNICO
1979* Em 1979 a Rede Globo de Televisão comemorava 15 anos. Para marcar a data, o especial de Roberto Carlos visitou vários personagens de sucesso da época. Contracenou com o “Doutor Sardinha” vivido por Jô Soares, fez a vez da “múmia paralítica” no quadro de Agildo Ribeiro “Professor Pelophitas”, bateu um grande papo com a “Salomé” de Chico Anísio e contracenou om os Trapalhões Didi, Dedé, Mussum e Zacharias.
* Foi um especial com muita poesia onde Francisco Cuoco declamou “Nu” de Manoel Bandeira e junto a Paulo Gracindo, “Cavalgada” de Roberto Carlos e Erasmo Carlos. Vinicius de Moraes teve dois de seus textos declamados: “Soneto de um amor total” por Dina Sfat e “Ternura” por Vera Fisher e a Roberto Carlos coube  “Todas as cartas de amor são ridículas” de Fernando Pessoa.
* Tudo isso intercalado com boa música e a participação de Maria Bethânia e Carlos Galhardo.
* Roberto Carlos encerrou o Especial de 1979 na Catedral de São Sebastião, no Rio de Janeiro, cantando ‘O Homem’.

1980 – ANO INTERNACIONAL DO DEFICIENTE
1980
* O tema que regeu esse especial foi “Direitos das Pessoas Deficientes”. Com um show em São Paulo, começou a campanha de conscientização sobre as pessoas deficientes.
* Durante o show, numa introdução às músicas que seguiriam, Roberto filosofou:

“Pra mim o amor é um ato solitário vivido por duas pessoas. Duas cabeças girando a mil em todos os sentidos, em todas as direções. Mas, se os amores começam juntos não sei porque terminam sempre separados. Quando alguém parte é justamente quando alguém fica. São contingências de quem ama. Já parti, já fiquei, mas sempre acreditei no amor.”

Em seguida um desfiar de belas canções: ‘Seu Corpo’, ‘Proposta’, ‘Olha’, ‘Um jeito estúpido de te amar’,  ‘O Gosto de Tudo’, ‘Café da manhã’ e muito mais…
*Num momento de rara emoção Roberto Carlos interpretou “Ave Maria” de Franz Schubert.
* Guerra dos Meninos encerrou este programa num clip gravado na sede das Nações Unidas, em Nova York.

1981
1981* Roberto Carlos Especial de 1981 homenageou os 40 anos do cantor e mostrou momentos de emoção, compartilhado entre três amigos da Jovem Guarda.
*Contracenaram com Roberto, a cantora Rosemary, Roberto e Paulette, Cauby Peixoto.
* Vinicius de Moraes que havia falecido no ano anterior, foi homenageado por Roberto Carlos com a participação de Raul Cortês, Paulo Gracindo e dele próprio declamando poemas e textos de autoria do poetinha.
 Participaram também deste momento Tom Jobim e Maria Bethânia
* Em outra homenagem, desta vez aos Beatles, Roberto apresentou um pout-pourri de músicas executadas por vários solistas: Radamés Gnatalli, Marcio Mallard, Rosana, Ed Maciel e ainda Roberto Carlos ao piano cantando “Imagine”.

1982

“Cinco anos atrás numa noite de Natal como esta, Charles Chaplin, o nosso Carlitos, partiu. Ele foi talvez o artista que mais entendeu e respeitou o ser humano. Seu amor pelas crianças, sua esperança nos jovens, seu carinho à velhice, nos ensinou que o caminho da vida pode ser da liberdade e da beleza e este programa é uma homenagem ao artista Chaplin, nosso querido “Carlitos”

1982*Com esse texto, Roberto Carlos abriu o programa de 1982 vestido de Carlitos.
* Roberto e Erasmo, vestidos de cowboy, cantaram “Meus amores da televisão” contracenando com várias atrizes como Bruna Lombardi, Christiane Torloni, Irene Ravache, Lidia Brondi, Debora Bloch, Carla Camurati e Regina Duarte, e com a participação de Reginaldo Farias.
* O  dueto “Amiga” trouxe Roberto Carlos e Maria Bethânia sentados num bar, conversando em forma de música sobre amores que chegam ao fim e amizades que são eternas.
* Roberto sentado ao piano assistiu às cantoras Joyce, Jane Duboc, Zizi Possi e Joana.
* Chegava ao fim esse especial com um show no Teatro Fenix embalado a ‘Fera Ferida’ e ‘Pensamentos’.

1983
1983*O ano do Projeto Emoções
. Depois de dois anos em cartaz no Rio de Janeiro, Roberto Carlos cruzou nosso país de norte a sul em seu avião levando “Emoções” por onde passou. O especial daquele ano começou com imagens e um texto sobre o grandioso projeto, sendo depois transmitido em quase toda sua totalidade, ao vivo.
*  Roberto Carlos em seguida, interage respondendo às perguntas feitas por fãs.
* Roberto recebeu,  Erasmo Carlos, Djavan com quem dividiu o microfone na canção “Meu bem querer”, e Gal Costa que se apresentou cantando “Baby” para depois com Roberto interpretar “Olha”.
* O show chegou ao fim  ao som de “Estou aqui”,  “Ele está pra chegar” e “Amigo” com todos os convidados juntos no palco.

1984 
1984* O especial de 1984 teve início com Roberto Carlos ao volante de um caminhão cantando ‘Caminhoneiro’.
 No caminho encontrava Erasmo Carlos, depois Simony se juntava ao grupo para juntos cantarem “É tão lindo”.
* Roberto e Erasmo dirigiam o caminhão pelas estradas do Brasil e num bar de estrada a banda Blitz se juntou a eles para um pot-pourri de músicas da Jovem Guarda: “É papo firme”, “Lobo mau”, “Parei na contramão”, “Eu te darei o céu”, “Splish splash” e “Festa de arromba”.
* Em um estacionamento de caminhões a dupla Roberto e Erasmo canta “Sentado a beira do caminho” e a canção termina com os dois no lotado Ginásio do Maracanãzinho.
* Com a participação do coral da Universidade Gama Filho e ao som de ‘Aleluia’ encerra-se mais um especial Roberto Carlos.

1985 – VERDE E AMARELO
*O especial “Verde e Amarelo” de 1985 teve início com um show no Maracanãzinho e “Emoções”.
 Após esta música, Roberto ao microfone disse:

“O maestro Quincy Jones disse que a fome é da Africa (bem, não é só da Africa…) mas a vergonha será de todos nós.
 Essa verdade subiu aos céus na voz das maiores estrelas da música americana em um pedido mundial, um apelo que se transformou num apelo de todos os artistas por aqueles que necessitam, onde quer que eles estejam, não importa…”

1985E soam os primeiros acordes da música “We are the world”.
* Momentos como a participação de Lima Duarte declamando a letra de “Caminhoneiro” e depois cantando junto a Roberto Carlos um trechinho desta mesma canção, os personagens de Jô Soares e Chico Anisio contracenando com Roberto Carlos e Regina Duarte declamando “Inéditos” de Bruna Lombardi enquanto o nosso cantor ao piano tocava e cantava “Olha” fizeram deste especial um show de variedades.
* Convidados ilustres também participaram do especial. Chico Anísio, Jô Soares, Regina Duarte, a turma da Jovem Guarda, 
Tim Maia dividiu os vocais de “Pede à ela” com Roberto Carlos.

1986 – UM CIRCO CHAMADO BRASIL
1986
*Com nova participação de Gal Costa, Roberto Carlos cantou em dueto, uma das canções brasileiras mais populares de todos os tempos:  ‘Aquarela do Brasil’.
*Teve conversa com os cartunistas Lan, Ique, Chici Caruso e Ramades, além da presença de Almir Guineto, Zeca Pagodinho, Fundo de Quintal, Jovelina Pérola Negra e Anderson cantando “Pagode do Rei”.
*Num circo montado no Ibirapuera foi a vez de encontros com Chitãozinho & Xororó, Christian & Ralf e Ranchinho.
*Ainda teve Patricia Pilar e Glória Pires declamando textos de Rubem Braga e Arthur da Távola, respectivamente. Um passei com Tom Jobim pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro e um clipe de ‘Nega” com a passista Fatinha.
*”A Guerra dos Meninos” foi a escolhida para ser a última canção deste ano, gravada na Praça dos Três Poderes em Brasília

1987
*Nesse Especial, Roberto Carlos  realizou, segundo ele mesmo, um striptease poético. Cada roupa trocada no palco levava a recordações de diferentes épocas de sua vida.

“Minha vida tem sido um amor sem conta, lúcidas ou tontas, muitas mas não tantas. Umas à luz do sol outras em brumas, no sarro no carro, na febre da cama, algumas.
 Que me perdoem as palavras que usei pensando nela mas o suor dela ainda escorre no meu peito. Com ela o gesto do amor é perfeito!”

1987*Iniciava-se um pot-pourri sensual entrecortado de textos de autoria de Ronaldo Bôscoli.
* Alguns convidados foram: a dupla Jairzinho e Simony, a menina Gabriela com quem cantou Imagine de John Lennon, Fafá de Belém e Erasmo Carlos.
*Roberto Carlos então fala sobre o desfile da escola de samba Unidos do Cabuçu e canta “Nêga”, acompanhado de parte da bateria da escola de samba.
*O final do programa veio ao som de :”Ele está pra chegar” e um pequeno trecho de “Detalhes”.

1988 – TODO MUNDO É ALGUÉM
*Dirigindo pela estrada Rio-Santos, Roberto Carlos bateu um longo papo com o piloto de fórmula I Ayrton Senna.
* Recebeu também as cantoras Rosana e Kátia e junto a Erasmo Carlos cantou “Papo de esquina”
* Luiza Brunet fez uma participação na música “Se diverte e já não pensa em mim” e em outro videoclipe a atriz Isabela Garcia, participa de “Se você disser que não me ama”.

“Quem é quem?
 Somos todos componentes deste rosto chamado Brasil.
Somos o rosto da pátria. Somos a fé e o amor.”

Assim, Roberto Carlos encerrou mais um Especial cantando “Todo mundo é alguém”.

1989 – AMAZÔNIA

“Daqui, de uma destas artérias deste verde coração, eu repito meu amor pelo Brasil, um amor antigo e apaixonado. Diante do índio, testemunha de tanta devastação eu ainda grito minha fé neste país.”

screen-shot-2016-11-29-at-23-34-27* O Especial começou com uma declaração de amor e fé no Brasil.  Um clip mostrou cenas de destruição se mesclando às de árvores, bichos da mata atlântica e do próprio Roberto Carlos, dentro de um barco, às margens do rio Negro. O sentimento ecológico permeou todo o especial deste ano.
* Luisa Brunet participou de um clipe ao som de “O tempo e o vento”; 
a passista Fatinha, que em 1986 participou do clipe da música “Nêga”, faz nova participação, desta vez em “Só você não sabe”.
Roberto  apresentou ainda os clipes de “Pássaro ferido” e “Nem às paredes confesso”
* Simone cantou “Nova mulher” e, junto com RC, “Outra vez”.
* Roberto encontra Erasmo Carlos em sua casa na Barra da Tijuca/RJ, conversam sobre a Jovem Guarda, contam histórias e cantam “Sentado à beira do caminho”.
* O especial chega ao fim embalado por “Noite Feliz” em uma missa campal na Quinta da Boa Vista, Rio de Janeiro.

1990 – VERDE É VIDA
1990
* O especial “Verde é Vida” foi realizado em duas partes.
 Na primeira, ao vivo, na tarde de 25 de dezembro, no Teatro Fênix, Roberto Carlos apresentou, ao lado de Claudia Raia e Wanderléa, uma campanha de conscientização da importância da natureza para a vida humana.
*As participações musicais foram de Adriana Calcanhoto, Milton Nascimento e Leandro e Leonardo, além do próprio Roberto Carlos cantando ‘Jesus Cristo’ aos pés da estátua do Cristo Redentor.
* A segunda parte do especial gravada num show no Maracanãzinho no dia 15 de dezembro, foi levada ao ar pela Rede Globo na noite de Natal.
* As participações ficaram a cargo de Wanderléa, José Augusto, Xuxa que depois cantou “Noite feliz” com Roberto Carlos.
* O programa terminou com  ‘Amigo’ e novamente ‘Jesus Cristo’, com RC acompanhado pelo coral da Universidade Gama Filho.

1991 – VIVA LUZ
* Como no ano anterior, o Especial “Viva a Luz” também foi dividido em duas partes.
Na primeira, transmitida ao vivo na tarde de 25 de dezembro, diretamente do Teatro Fenix, Roberto Carlos comandou uma campanha visando a cons1991cientização sobre a saúde das crianças e o amparo aos idosos.
* Participaram, Toni Ramos, o pianista Marcos Resende, 
Kid Abelha e Mario Lago.
* A segunda parte do programa foi gravado anteriormente no Teatro Fenix e apresentado na noite de Natal.
 Participaram da segunda parte Chitãozinho e Xororó, Fafá de Belém, Fagner e Erasmo Carlos.
*O Especial “Viva luz” chegou ao fim ao som de “Luz divina”.

 

1992 – AMIGO

*O especial deste ano foi uma homenagem ao diretor Augusto Cesar Vannucci, que havia dirigido quase todos os Especiais RC e que havia falecido no início da gravação do programa.
* No especial “Amigo”, ouvimos dos amigos convidados para o programa seusrecados sobre amizade.
* Numa homenagem à Mãe de Jesus, Roberto Carlos declamou um texto enquanto eram exibidas cenas da anunciação de Nossa Senhora, com a atriz Daniela Peres no papel de Maria.
* Em um clipe pudemos ver diversos artistas da Rede Globo como Edson Celulari, Maria Zilda, José Maia, Cristiana Oliveira, Fabio Assunção, Eva Vilma, Francisco Cuoco, Marisa Orth, Lolita Rodrigues, Diogo Vilela, entre outros cantar “Eu quero apenas” com a participação de Roberto Carlos na última estrofe.
* O especial “Amigo” chegou ao final com Roberto Carlos cantando “Emoções” e homenageando  Augusto Césa Vannucci

“Ah Vannucci…
Meu amigo, meu velho diretor…
Em quantas emoções viajamos guiados pela sua mão. Na terra, no mar, no céu, sempre estivemos juntos. Você agora estréia num palco muito mais iluminado. Receba meu aplauso, minha gratidão.
Este sorriso estará guardado pra sempre no lado esquerdo do meu peito, no meu coração.
Obrigado maestro, mestre, irmão.
 Obrigado Augusto César Vannucci.
 Obrigado amigo.”

1993
1993* Gravado durante uma apresentação no Teatro Municipal de São Paulo,
 o show começou com Roberto Carlos entrando no palco dirigindo um Cadillac Conversível vermelho.
*Chegavam os primeiros convidados da noite: Sandy e Júnior, Wanderléa,  Erasmo Carlos, Regina Casé, Maria Bethânia e Leandro e Leonardo.
*O último convidado da noite foi apresentado cantando alguns trechos de “Carolina” e Chico Buarque de Holanda fez sua participação. Sozinho ele cantou seu sucesso “Paratodos” para depois em dueto com Roberto interpretar “O que será (a flor da pele)”.
* Para finalizar esse espetáculo, Roberto cantou ‘Nossa Senhora’ e com a participação do coral da Universidade de São Paulo, “Luz Divina”

1994
1994* O show gravado durante um show no Ginásio do Mineirinho em Belo Horizonte, teve início com um pot-pouri religioso trazendo as músicas: A montanha, Fé, A guerra dos meninos, Ele está pra chegar e Luz Divina.
* Roberto Carlos recebeu Erasmo Carlos, Roberto Frejat, Cássia Eller, Barão Vermelho e Skank
* Outros convidados tiveram participação nesse especial cantando junto a Roberto Carlos: Zezé di Camargo e Luciano cantaram  “Sentado à beira do caminho” e Fábio Jr cantou “Esqueça”.
* O humorista Tom Cavalcanti também deixou sua marca nesse programa e cantou trechos de músicas nas quais imitava os cantores Fagner, Julio Iglesias, Maria Bethânia e o próprio Roberto Carlos.
* “Luz Divina” encerrou o programa de 1994.

1995 – 30 ANOS DA JOVEM GUARDA
1995* Em uma lanchonete Roberto Carlos, Erasmo e Wanderléa relembraram o passado cantando trechos de “O calhambeque”, “Splish Splash” e “Não quero ver você tão triste”.
* Nesse especial Roberto Carlos foi entrevistado por Glória Maria.
* A segunda parte desse especial foi gravada durante um show no Metropolitan, Rio de Janeiro.
 Roberto deu inicio à sua apresentação cantando “Emoções” e um pot-pourri com “Outra vez”, “Olha” e “Proposta”.
* Sentado ao violão Roberto cantou “Sua estupidez”.
* Roberto fez dois duetos com as convidadas Angela Maria e Daniela Mercury.
* Erasmo e Wanderléa apareceram novamente para cantar um pot-pourri com “Festa de arromba” com a participação da turma da Jovem Guarda, Silvinha, Deno e Dino, Martinha, Os Incríveis, Waldirene, Eduardo Araújo, Lilian, Ed Wilson, Jerry Adriani, The Fevers e Os Vips.

1996
1996
*Começando logo após a novela  ‘O Rei do Gado’ este Especial teve seu palco “invadido” por dois de seus personagens: Pirilampo & Saracura, respectivamente Almir Sater e Sérgio Reis que junto a Roberto Carlos cantaram a moda de viola que levava o nome da novela.
*Pedro Bial, Glória Maria, Ilze Scamparini e Leilane Neubarth entrevistaram Roberto Carlos
*Uma surpresa interessante aconteceu quando Roberto Carlos compartilhou que havia feito um teste de paternidade e descoberto que tinha mais um filho, Rafael Braga. Sob os aplausos da plateia, Rafael subiu ao palco e cantou “Estrada de Santos com o pai.
*Martinho da Vila, Roberta Miranda e Djavan também estiveram presentes neste Especial que terminou com  “White Christmas”, “Nossa Senhora” e “Jesus Cristo”.

 

1997
1997
*Gravado no Teatro Fenix teve músicas em espanhol: “Abraza-me así” e “Adios”, lançadas no álbum de final de ano, rostinho-colado com a apresentadora Angélica ao som de “Música Suave”, além de junto a Gal Costa “Sua estupidez”, com, o grupo Só Pra Contrariar “Amigo”, “Sentado a beira do caminho” com Erasmo Carlos e com a banda Titãs  “É preciso saber viver”.
*Este foi um ano de muita emoção para Roberto Carlos, que cantou para o Papa João Paulo II. Em homenagem a esse momento histórico, ele chamou ao palco os Padres Zezinho e Antônio Maria e o trio cantou “Oração pela família
* Para encerrar, Roberto Carlos canta “Jesus Cristo”.

1998
1998*
No espetáculo, dirigido pela primeira vez por Roberto Talma, o público escolheu 12 das dezesseis músicas executadas pelo cantor. A votação aconteceu no Domingão do Faustão.
*Dominguinhos, Kid Abelha, Robertinho do Recife e Erasmo Carlos foram os convidados deste programa que ainda contou com a participação de Tony Ramos e Lílian Cabral que deram depoimentos sobre a Jovem Guarda.
*Clássicos como “Detalhes”, “Amigo” e “Como vai você” se misturaram aos novos lançamentos “O Baile da fazendo”, ‘Vê se volta pra mim” e ‘Eu te amo tanto”.
*Desta vez “Meu Menino Jesus” foi a escolhida para encerrar o programa.

Continue sua viagem pelos especiais RC aqui, rumo ao anos 2000!

Fonte: Memória Globo