Novidades

ROBERTO CARLOS LANÇA “ESA MUJER”, COM ALEJANDRO SANZ

Home » Novidade » ROBERTO CARLOS LANÇA “ESA MUJER”, COM ALEJANDRO SANZ

Este é o segundo single do novo álbum inédito em espanhol do cantor Roberto Carlos

Dois dos maiores nomes da música de todos os tempos se uniram para o lançamento de “Esa Mujer”, um novo single do álbum inédito de Roberto Carlos intitulado “Amor Sin Límite”. O brasileiro, quatro vezes vencedor do Grammy Latino e 1 GRAMMY®, colabora com um dos artistas espanhóis mais bem sucedidos do mundo, Alejandro Sanz, em um clássico incrível que une os estilos dos cantores e demonstra a perfeita química entre os dois.

“Roberto Carlos é um dos maiores nomes da música latina”, diz Alejandro Sanz. “Roberto faz uma música muito particular, com muito coração e com seu  estilo próprio que é marca de uma vida.” Quando perguntado sobre o convite para cantar com Roberto, Alejandro confessou: “Eu me senti muito animado e muito honrado. Por isso, quero agradecer ao Roberto por me convidar para o seu álbum e sempre desejar-lhe o melhor e parabenizá-lo por tudo o que ele fez na música e tudo o que ele tem a fazer ”.

“Esa Mujer” foi composta pela cantora porto-riquenho Kany García especialmente para o dueto de Roberto Carlos e Alejandro Sanz e mostra a harmonia impecável das duas vozes. A música conta com arranjos de Pete Wallace (grande pianista, compositor e produtor, participou de músicas de Carlos Vives, Ricardo Arjona e Alejandro Sanz) e Tim Mitchell (Grammy Winner, produtor, compositor e guitarrista, já trabalhou com grandes nomes como Shakira e Ha * ash).

Considerado o cantor e compositor mais importante da história da música brasileira de todos os tempos, Roberto Carlos já vendeu mais de 125 milhões de álbuns, tornando-se o único artista brasileiro a vender mais do que os Beatles ou Elvis Presley.

Após 25 anos sem lançar um disco em espanhol, Roberto Carlos retornou, no início de junho, com “Regreso”, o primeiro single do novo projeto. Uma balada inédita que soa como um clássico e contempla a sua essência, “Regreso” foi a primeira música de “Amor Sin Límite”, o seu álbum de canções inéditas produzido pelo Presidente e CEO da Sony Music Latin-Iberia, Afo Verde, que terá quatro músicas inéditas e outras seis que pela primeira vez serão gravadas em espanhol.

Apesar de “Regreso” e “Esa Mujer”, serem os dois primeiros singles de um álbum de canções inéditas em espanhol, Roberto Carlos esteve presente nos últimos anos na América Latina e na Península Ibérica com dois grandes projetos e uma grande turnê em 2016 com 19 concertos na Argentina, Chile, Colômbia, México e Uruguai.

“Esa Mujer” já está disponível em todas as plataformas de música digital.

Mais sobre Roberto Carlos dos anos 60 aos anos 90:

Roberto Carlos iniciou uma importante revolução musical no Brasil na década de 1960, alcançando o sucesso em um período que coincidiu com o movimento juvenil iniciado pelos Beatles, e que estava dominando o mundo. Roberto Carlos foi o líder da Jovem Guarda, que começou como um programa de televisão com audiências recordes entre os jovens, e tornou-se um nome genérico de um estilo musical que era uma mudança definitiva  da música brasileira.

No final dos anos 1960, Roberto Carlos mudou seu estilo para se tornar o artista romântico de maior sucesso do Brasil, trabalhando na composição de algumas das mais belas canções deste estilo, que se tornariam clássicos na América Latina, como “Detalhes”, “Jesus Cristo”, “Emoções” e “Como vai você”. No final da década de 1970, se tornou o músico brasileiro que mais vendeu na história.

Na década de 1980, Roberto Carlos começou a gravar em inglês e francês, tendo já lançado álbuns em espanhol, italiano e português, dando-lhe uma sólida carreira internacional, com posições altas no ranking da Latin Billboard. Em 1986, ele foi  sucesso no Radio City Music Hall, em Nova York, e três anos depois,  ganhou o primeiro de seus quatro prêmios Grammy, desta vez como o melhor cantor pop da América Latina. Na década de 1990, Roberto Carlos se tornou o primeiro artista latino-americano a vender mais álbuns do que os Beatles.

Mais sobre Alejandro Sanz:

Desde sua estréia em 1991 (‘Viviendo Deprisa’), até seu último trabalho publicado (‘Más es más’, 2017), Alejandro Sanz estabeleceu-se como um dos artistas internacionais mais reconhecidas e influentes, com 17 álbuns lançados e todos recebendo múltiplos discos Platinum na Espanha, América Latina e Estados Unidos. Ele é o artista espanhol com o maior número de prêmios Grammy (20 latinos e 3 americanos). Recentemente,  foi homenageado pela Latin Recording Academy como Personalidade do Ano de 2017, em reconhecimento à sua carreira e suas importantes contribuições filantrópicas.

Ao longo de sua carreira Sanz fez importantes colaborações com artistas internacionais, como Alicia Keys, Shakira, Destinys Child, Laura Pausini, The Corrs, Ivete Sangalo, Emeli Sande, Juanes, Juan Luis Guerra, Marc Anthony, Alejandro Fernandez ou o lendário Tony Bennett, entre outros.

Em 2013, ele foi nomeado Doutor Honoris Causa pela prestigiada Universidade de Berklee (Boston, EUA) em reconhecimento por sua contribuição à música e cultura internacionais.

Entre outros prêmios importantes, recebeu a Medalha de Ouro de Mérito nas Belas Artes concedido pelo Ministério da Cultura, o Prêmio Visão da Casa Branca espanhol através da Fundação da Herança Hispânica, a Medalha de Ouro da Comunidade de Madrid e o Prêmio ASCAP (compositores e editores americanos) por sua grande contribuição para a música latina.

O ativista social Alejandro Sanz também foi reconhecido por seu grande envolvimento com organizações não-governamentais como a Save the Children, o Greenpeace e o Médicos sem Fronteiras.